segunda-feira, outubro 23, 2006

Entre uma bebedeira, um cinema, visitas constantes à mãe e um humor de cão, não há "anjo" que aguente!!
A minha mãe foi para casa no sábado, depois de ver se estava tudo bem e se não era preciso a minha ajuda, fui um pouco à praia, ver o mar... adoro o mar. Foi então que ganhei um ânimo e decidi, com o meu anjo, ir sair à noite.
Fomos jantar fora, não estava a correr muito bem, tenho um feitiozinho que não ajuda em nada, mas a minha namorada tem mesmo uma paciência de anjo e foi aguentando.
Fomos para o Bairro Alto, tinhamos combinado com umas amigas num bar e lá fomos nós...
As amigas foram chegando e a noite foi-se compondo, quando dei conta, já não sabia quantos vodkas tinha bebido e estava no meio da rua a falar com a namorada de uma amiga de uma amiga.
A minha namorada num canto a falar com uma outra amiga, as minhas amigas dentro do bar, eu e a namorada da amiga da amiga, que nunca nos tinhamos visto, a olhar uma para a outra sem saber o que dizer... e eu com os copos...
Tivemos uma conversa interessante... Falámos sobre o tempo... o trânsito... futebol... neste ficámos muito pouco tempo... não somos do mesmo clube... nem tocámos em religião! Trabalho... outro assunto pouco referido... ok, voltámos novamente ao tempo e ao trânsito!
Lá me aguentei na noite... entendi porque dizem as pessoas que bebem para esquecer... por umas horas, libertei-me da dor e da tristeza e soltei umas gargalhadas valentes, soube-me bem.
Depois foi o chegar a casa e conseguir dormir, essa foi outra vantagem...
Há anos que não acordava tão tarde...
Levantámo-nos e fomos ao cinema, saí do cinema com uma neura desgraçada, a escolha do filme não foi a melhor...
Chegámos a casa e fomos ver outro filme, aconchegadas na cama... o filme também não foi boa escolha mas durante o fim-de-semana inteiro e mesmo com um filme de cortar à faca, eu apenas precisava de um braço por cima de mim como quem diz, "narizinha, estou aqui, eu protejo-te".
Finalmente senti-me protegida, pude baixar a guarda, deixar de disparar em todas as direcções e descarregar a minha raiva e angústia em cima do meu anjo...
O que um simples gesto, que tanta gente tem medo de me fazer, modifica a minha postura... e tanto preciso dele...
Enfim, nova semana, novas lutas, novas conquistas e novas posturas...

8 comentários:

Silver disse...

e teres um anjo que te ature é muito bom. ;) bjinhes

Narizinha disse...

Se é silver... muito bom.
Obrigada pela visita.
:)
Bjs

Anónimo disse...

Andam aí uns ventos estranhos! Mas isso passa...

Narizinha disse...

Vai passando com o tempo, jotinha, tenho é de aprender a lidar com estas situações com mais calma e serenidade, esta é a parte mais complicada!
;)

Anónimo disse...

Se tens essa conciência...estás quase lá!! :)

Narizinha disse...

Ter consciência é meio caminho andado... o problema é a outra metade...

Anjo disse...

Foi contigo meu amor que aprendia a amar .. Apenas com um simples toque na mão , com um abraço afectuoso, sincero... encontrei a asa que me faltava para poder finalmente voar

serei o teu anjo para sempre ... Força amor eu estou ao teu lado


ANJO

Narizinha disse...

:´)