sábado, abril 26, 2008

Sobrinhos...


Hoje os meus sobrinhos estiveram lá em casa. É engraçada a forma de cada um captar a minha atenção. Engraçada, complicada e cansativa!!
Como não estou com eles com frequência, é sempre uma festa cada vez que estão comigo!

A certa altura, estávamos os três sentados no sofá, ela com uns cromos na mão não sei do quê, ele agarrado ao Gameboy, eu no meio...

Ela- "Tia vamos bincar".

Eu - "Vamos princesa, como é que se brinca com os cromos?"

Ela - "Tu és esta, a Stella".
E mostra-me um cromo com um desenho animado.

Eu - "Bem gira! Ok, eu sou a Stella e tu?"

Ela - "Eu sou a Leila, onde ´tá a Leila, mano foste tu, dá-me a Leila!"
Tentou passar por cima de mim para lhe bater mas não deixei...

Ele - "Não fui nada, deixa-me, ó tia, tia olha, vou conseguir matar o #/$%$#, com o ataque xptyuo, olha"
E põe-me o Gameboy na cara para ver o seu jogo de Pokemon, que foi a única coisa que percebi!!

Ela - "Tia, tia, olha..."
Eu - "Espera, linda, deixa ver o jogo do mano"
Ela, ignorando por completo o que eu tinha dito e agarrando-me na cara para virar para ela - "Olha, encontrei a Leila."
Ao mesmo tempo que me virava a cara, o meu sobrinho agarrava-me no braço para me explicar o novo ataque do %$"&$#&%" e que era invencível e o maior...
Ao fim de dez minutos neste puxa daqui, agarra daqui e cromos colados pelo corpo todo (com os respectivos gritos, sim, eles vão falando cada vez mais alto e em stereo, um do lado e outro do outro), resolvi perguntar quem queria ir dar um mergulho na piscina.
Nenhum quis...

Eu - "Ok, então vou eu, vou vestir o fato de banho, já volto"

Ela - "Ah, eu também quero, tia, onde ´tá o meu?"
O sobrinho nem se mexeu, continuou vidrado no seu jogo.

Assim que pus os pés na água arrependi-me logo, a água estava gelada, claro!

Ela - "Tia, a água ´tá fria, vamos só sentá aqui mas peciso das babadeiras"
Das quê??!!!???!!??

BABADEIRAS!!
Soltei uma gargalhada, não aguentei!!
Como é óbvio não entrámos na água...

Um pouco mais tarde, já o meu sobrinho tinha largado o Gameboy, resolveu ir buscar uns brinquedos para se meter comigo e um deles era uma bisnaga!

Eu - "Se me molhas nem sabes o que te faço!"

Ele - "O que é que fazes? O que é que fazes?"

Eu - "Atiro-te vestido para a piscina!"

Ora nem mais, não acreditando em mim, dispara a sua arma, confiando no seu cof, cof, instinto de que eu não teria coragem de fazer tal coisa...


Atirei o meu sobrinho para a piscina e assim que vem ao de cima, vem com cara de pânico da água estar fria, assustei-me mas foi apenas o primeiro impacto... quem é que o tirava da piscina depois??

Primeiro chamou-me maluca mas adorou estar dentro de água vestido!
Claro que a minha sobrinha também queria e foi um castigo convencê-la mas tudo acabou bem e mais, com eles tristes por o dia acabar e termo-nos de separar.
Não é agradável vê-los tristes mas a sensação é fantástica, de saber que adoraram o dia comigo e que queriam mais...

4 comentários:

Hipi disse...

Também tenho 1 sobrinho e 1 sobrinha, também não estou com eles com muita frequência, mas quando passo um dia com eles faço mais exercício físico que num ano inteiro. Entre correr, saltar, brincar, cantar, dançar, etc., no final do dia sou a primeira a adormecer de tanto cansaço. Custa-me depois ouvir: "tia já vais embora? Porquê? Porque é que não vens morar para aqui? Ficas na nossa casa, o meu pai ganha dinheiro, podes ficar na nossa casa...!".Parte-me o coração e corta-me as palavras. São de facto duas preciosidades que tenho na minha vida, por quem dava a minha vida.Estar um dia com eles faz-me ganhar anos de vida, mas nem que me tirasse todos os anos daqui para a frente, não abdicava desses momentos maravilhosos.Adoro-os e sei que eles também me adoram. Sei que faça eu o que fizer, pense eu o que pensar, decida eu o que decidir, sinto que eles vão semmpre adorar-me e olhar para mim como a tia bué de fixe que brinca com eles, fala com eles sobre aquilo que mais ninguém sabe ou quer falar, faz com eles aquilo que mais nenhum adulto quer fazer. Espero que isso nunca venha a mudar!
Claro que um dia eles vão crescer, mas no que depender de mim, vamos ter sempre uma grande proximidade e cumplicidade. Se assim não for, vou continuar a adorá-los para o melhor e para o pior.

cumplicidades disse...

Devias ter dado as babadeiras ao miúdo :o)

Beijos

Anónimo disse...

também queria uma tia assim como tu...queres ser minha tia?
lol

Maria Papoila disse...

Com gaiatos por perto é sempre uma alegria.

Precisavas de outro fds para descansar.